Logomarca

Atualidades

Com participação do Governo do Estado, gestão do trânsito de Campo Grande vira case mundial

Publicado em 20 de Maio de 2019

Um trabalho que teve início há oito anos com a participação de dezenas de entidades virou um case de sucesso reduzindo ano a ano os índices de acidentes e mortes na Capital e chamando a atenção da Organização Mundial de Saúde (OMS) – um órgão complementar da Organização das Nações Unidas (ONU).

A Organização Mundial da Saúde veio conhecer de perto o trabalho do Gabinete de Gestão Integrada de Trânsito (GGIT), que tem caráter consultivo e deliberativo e é composto por diversas entidades do campo da educação e segurança ligadas, principalmente, ao Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e à prefeitura.

Segundo o consultor em Segurança Viária da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS), Victor Pavarino, o trabalho executado em Campo Grande é um modelo a ser seguido por outras cidades em todo o mundo, considerando as peculiaridades de cada lugar.

“Uma coisa que chamou bastante a atenção foi a forma como Campo Grande construiu esse comitê intersetorial. Ele se deu de uma forma muito abrangente, mais rico que do que em outras cidades. E mesmo com as trocas de governo, os programas estabelecidos conseguiram ter continuidade. Se repassava a direção, mas o comitê sobrevivia dando legitimidade às políticas públicas para o trânsito”, afirmou Pavarino.

Voltar

Diário Diretor: Nilson Pereira
Todos os direitos reservados

Alugue um site você também! FX Design