Logomarca

Atualidades

EM VISITA A POSTOS, PREFEITO DESTACA QUE 80% DOS PROBLEMAS DE SAÚDE PODERIAM SER RESOLVIDOS EM UBS

Publicado em 12 de Março de 2019

O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, visitou a Unidade Básica de Saúde (UBS) Azaléia e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Coronel Antonino na tarde desta terça-feira (12) e destacou um problema identificado pela Secretaria Municipal de Saúde (Sesau).

Segundo dados da Coordenadoria de Urgência da Sesau, 80% dos pacientes das UPA’s e Centros IMG_1720Regionais de Saúde (CRS’s) poderiam ser atendidos nas Unidades Básicas de Saúde e Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF).

Estes pacientes, classificados como azul ou verde (de menor gravidade), são geralmente os que mais esperam nas UPA’s, onde a preferência de atendimento é dada a classificados como vermelho e amarelo (casos de maior gravidade). Eles poderiam ter um atendimento mais rápido e com muito mais qualidade se procurassem uma UBS ou UBSF.

Durante a visita, o prefeito encontrou um contraste: a Unidade Básica de Saúde do Bairro Azaleia vazia e a UPA Coronel Antonino com muitos pacientes esperando atendimento.

“Esses problemas acontecem porque as pessoas não sabem que podem encontrar atendimento em uma Unidade Básica de Saúde do seu bairro. As UBS’s atendem a comunidade local.

Todas as pessoas que possuem uma pequena gravidade de enfermidade ou enfermidades crônicas devem ser tratadas nas UBS’s. Na prática, o paciente tem uma febre baixa durante a noite. No outro dia, pela manhã, ele pode procurar uma Unidade Básica de Saúde para investigar o que está gerando esta febre. Mesmo ela (a consulta) não estando agendada.

Todas as UBS’s possuem escala para atender pacientes não agendados. Os médicos destas unidades não têm quantidade mínima de pacientes, mas horário de plantão, onde atendem os pacientes que procuram a UBS”, explicou o prefeito Marquinhos Trad.

Voltar

Diário Diretor: Nilson Pereira
Todos os direitos reservados

Alugue um site você também! FX Design