Logomarca

Atualidades

Promotoria eleitoral apura se houve abuso econômico em outdoors

Publicado em 21 de Junho de 2018

A promotoria eleitoral faz levantamento sobre outdoors com fotos ou menção a pré-candidatos para apurar se houve abuso de poder econômico. Expressamente proibidos no período de campanha eleitoral, que começa em 16 de agosto, os painéis alusivos a pessoas que já divulgaram a intenção de disputar as Eleições 2018 se espalham por Campo Grande nesta fase de pré-campanha.

Reportagem do Campo Grande News mostrou na última terça-feira outdoor em que o pré-candidato ao Senado, Francisco Maia (Podemos) resgata jingle de campanha. Antes, ele usou o meio de propaganda para oferecer palestras. Também na disputa pelo Senado, o procurador licenciado Sérgio Harfouche (PSC) aparece em painel para divulgar programa em emissora de TV.

De acordo com o promotor eleitoral Marcos Alex Vera de Oliveira, os outdoors não se enquadram em campanha eleitoral antecipada, mas o procedimento, que leva o nome de notícia de fato eleitoral, é para verificar se houve abuso de poder econômico.

Voltar

Diário Diretor: Nilson Pereira
Todos os direitos reservados

Alugue um site você também! FX Design